Quinta-feira, 21 de Outubro de 2010

AGULHETADAS (146)

Há pessoal que está mal habituado. Tem tudo. Há ainda outro que dá tudo porque não é dele. Há ainda outro que quer o que é dos outros e tudo faz para o ter. No texto a seguir, há sempre alguém que dá, nem que seja o governo. Vais ter relações sexuais? O governo dá preservativo…Já tiveste? O governo dá a pílula do dia seguinte. A gaja engravidou? O governo dá o aborto. Teve filho? O governo dá o Abono de Família.
Tás desempregado? O governo dá Subsídio de Desemprego. És viciado e não gostas de trabalhar? O governo dá Rendimento Social de Inserção!
Não cais sequer na asneira de experimenta estudar, trabalhar, produzir e andar na linha para ver o que é que te acontece, porque vais ganhar é uma carga de impostos nunca vista em lugar nenhum!

Quem fala assim apelida os outros de ratos, chama-nos trouxas porque fazemos guito para ele levar no final do mês sem fazer nenhum. Até tem portátil para fazer versos.

publicado por portovoluntario às 17:29
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 20 de Outubro de 2010

AGULHETADAS (145)

O vidrinhos é um indivíduo angustiado. Desde pequeno que se sentia protegido pelo papá, e fazia-o na escola, por onde andasse. Lembra-se frequentemente que o recebia no quarto antes de dormir para lhe dar o beijo de boas noites, ele nessa altura tinha sempre pesadelos e então o papá acordava-o. O já então oferecido em pequena escala lá dizia que tinha sonhado que a tia tinha morrido. O papá que era muito calmo lá lhe garantia que a tia estava bem e deixa-o adormecer de novo. No dia seguinte a tia morreu. Uma semana depois, o papá volta ao quartinho do filho para lhe dar as boas noites. O vidrinhos estava outra vez com um pesadelo e desta vez acordou e disse que sonhou que a avô tinha morrido. Palavras de sossego, e o que é facto é que no dia seguinte a avô foi desta para melhor.

Mais ou menos uma semana depois tudo se repete e o oferecido tem de novo outro pesadelo. Desta vez disse ao papá que sonhou que ele tinha morrido. O pai para o sossegar diz-lhe que está muito bem, deita-se ao lado dele até adormecer. No dia seguinte, praticamente sem dormir lá vai para o balcão. Tem a certeza de que vai morrer porque os pesadelos últimos do filho diziam mesmo isso. Saiu do trabalho mais cedo e conduziu o carro nas calmas para evitar qualquer tipo de acidente. Não almoçou no local habitual a pensar que o comidinha podia estar envenenada pela gaja que ele galava seguramente à dois anos. Evitou a passagem por aglomerado de pessoas com medo de levar uma facada e ser assaltado. Em cada esquina, em cada rua tem sobressaltos. Ao voltar para casa ele encontra a esposa e diz: Que dia mulher, foi talvez o pior da minha vida, que angústia. Ela com cara de choro responde-lhe: Achas que tiveste um dia mau, mau teve o meu chefe que morreu mal chegou ao escritório. MORAL DA HISTÓRIA : Há momentos em que ser corno não é um problema, é um alívio.

publicado por portovoluntario às 17:55
link | comentar | favorito
Terça-feira, 19 de Outubro de 2010

AGULHETADAS (144)

Ideias assim só depois de noites bem dormidas. Todos nos lembramos quando houve reunião para inventar formas de fazer guito. No dia anterior o oferecido tinha estado a pensar formas de ocupar a camarada e assim fazer uma vaquinha quem sabe para comprar outro carro. Estava ele a pensar e deu de caras com uma atleta que na zona dava à perna. Disse ela, para espanto do pensador, casa comigo, faço-te passar uma vida de rei. - Não posso, já sou casado e de qualquer forma não sabemos nada um do outro, podemos, se quiseres, ser namorados, assim meios escondidos, que dizes? - Sem problemas, ficamos a conhecermo-nos com o tempo.

Os dois concordaram e, nessa noite com o pretexto de preparar uma grande jornada para o fim de semana em instrução, fazer tudo, lá ficou fora de casa, uma vez mais. Aproveitou o tempo para continuar a babar-se para a atleta e, esta sugeriu um hotel fora da cidade com piscina para tomarem banho juntos no dia seguinte e lá foram. Na manhã do dia seguinte depois de uma noite bem dormida, o oferecido estava recostado na esteira junto à piscina e para dar nas vistas subiu ao trampolim do meio e realizou, diria perfeita demonstração de alguns saltos para a água e já com a barriga a arder, voltou para junto da beldade que lhe disse, és incrível, sabes dar umas cambalhotas, fazes umas coisas: Sabes, não digas a ninguém, mas já fui quase atleta olímpico de saltos para a água, e só não segui porque não se ganha dinheiro. - Tás a ver como já começamos a nos conhecer melhor. Ela nem ouviu tudo, mandou-se para a água, entra de cabeça na água, começa a nadar, uma, duas, três, quatro piscinas numa impressionante velocidade. Depois de umas boas vinte voltas, ela sai da água e vai recostar-se junto ao candidato a amante, sem demonstrar nenhum cansaço. Ele disse - Estou surpreso, queres vir para nadadora salvadora nos bombeiros. A nadares assim, só podes ter sido uma eximia nadadora de algum clube, sim?  - Não querido, fui prostituta em Veneza e atendia sempre ao  domicílio...

- lá se foi a oportunidade de mais um elemento -

publicado por portovoluntario às 17:23
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 18 de Outubro de 2010

AGULHETADAS (143)

Esta é a fábula de um que diz que sabe e, por intermédio de uma urgência para o banco do costume, acabou por contactar uma psiquiatra a quem disse andar muito stressado. Relatou á médica o seu caso. A psiquiatra, experiente, logo diagnosticou:
- O Sr. precisa de se afastar, por duas semanas, da sua actividade profissional. O conveniente é que vá para o interior, isole-se do dia-a-dia e procure algumas actividades que o relaxem. Faça caminhadas, ande muito, evite multidões e aproveite para namorar, vai ver que tudo melhora.
Então, o nosso executivo procurou seguir as orientações recebidas. Meteu férias e munido de vários livros, CDs e o portátil que não é dele mas faz o mesmo efeito e sem o telemóvel, partiu para a quinta de um amigo de um amigo que ele em tempos transportou na UCI, mas que nem precisava porque o problema eram calos e bem podia ir de comboio. Passados os dois primeiros dias, sozinho por aquelas terras agrestes, o nosso executivo já havia lido dois livros e ouvido quase todos os CDs e os jogos no portátil já esram insuportáveis.
Porém, continuava inquieto. Pensou, então, que alguma actividade física seria um bom antídoto para a ansiedade que ainda o dominava. Procurou o mandante, assim tipo o capataz da quinta e pediu-lhe trabalho para fazer.
O capataz ficou pensativo e, vendo um monte de esterco que havia acabado de chegar, disse ao nosso executivo: - O sr. “engenheiro” pode ir espalhando aquele esterco em toda aquela área que será preparada para o cultivo. Pensou o capataz para consigo próprio: - Ele deverá demorar uma semana com esta tarefa.
Puro engano! No dia seguinte já o nosso executivo, folgado de nada fazer desde que é mandado, tinha distribuído todo o esterco por toda a área.
O capataz deu-lhe então a seguinte tarefa: abater 500 galinhas com uma faca. Tarefa que se revelou muito fácil para o executivo ansioso: em menos de 3 horas já estavam todos os galináceos prontos para serem depenados!
Pediu logo nova tarefa. O capataz disse-lhe então: -Vamos iniciar a colheita de laranjas. O Sr. vá, por favor, ao laranjal e leve consigo três cestos para distribuir as laranjas por tamanhos: pequenas, médias e grandes.
Passou o dia e o executivo não regressou nem sequer para o almocinho da ordem, muito menos com a tarefa cumprida. Preocupado, o capataz dirigiu-se ao laranjal. Viu o nosso mandado, desesperado, sem telemóvel, sem poder falar com ninguém, com uma laranja na mão, os cestos totalmente vazios, e o coitado a falar sozinho:
- Esta é grande? Não, é média. Ou será pequena?
- Esta é pequena? Não, é grande. Ou será média?
- Esta é média. Não, é pequena. Ou será grande?
Moral da história: Espalhar mer….e cortar cabeças é fácil. Difícil é tomar decisões.

publicado por portovoluntario às 17:40
link | comentar | favorito
Domingo, 17 de Outubro de 2010

AGULHETADAS (142)

São muitas as complicações. Não é que enquanto uns avançam com vida a dois, outros vão arrefecendo a paixão.

Esta foi contada pela bela, sempre atenta, apesar de ultimamente querer sair da casca, de novo e querer a todo o custo mandar.

Disse ela que o oferecido fez pela vida e quis experimentar qual versão do kamasutra – uma nova posição, o rodeo – Como é?

Inicialmente faz-se o que se deve e o que se não deve, prometendo tudo o que não é nosso, principalmente o que não conseguimos cumprir. Depois, já na cama, coloca-se a dama de barriga para baixo. Ela falou que o oferecido teve muitas dificuldades em fazer o que se segue, mas acreditando, acabou o vidrinhos por conseguir penetrar a companheira. De seguida tomou nas suas mãos os dois seios dela. De seguida disse alto e bom som que eram iguaizinhos aos da amiga colorida que o ajudava no comando. Devia aguentar assim 8 segundos. Claro que ficou longe do objectivo, mas teve vantagem a seguir, conseguiu ocupá-la onde ele sabe que sempre está a não pode sair e ainda vai ganhando algum, principalmente para o que come. Já não é mau e o teste que se lixe. Não ficou a gostar da nova posição não fosse ele adepto das padrices. A bela é perigosa quando conta estas cenas e outras que não se podem reproduzir aqui.

publicado por portovoluntario às 17:14
link | comentar | favorito
Sábado, 16 de Outubro de 2010

AGULHETADAS (141)

Mas afinal quem sabe de coisas, tem sempre oportunidade de as explorar, onde e como der jeito. Não é que o tarifas andava a matar o tempo acompanhado da prole e num aceno de sabedoria, falou da história da cidade, dos inúmeros feitos dele onde ninguém pode testemunhar, um sem número de coisas, enfim, um poço de sabedoria. Já farto de o ouvir, um dos filhos pergunta-lhe como é que ele e os irmãos nasceram. - Não é como contam essa cena das cegonhas, antes de andar no táxi fiz uns ganchos na agricultura, tudo para estar o mais afastado de casa e encontrei vocês dentro de repolhos e pés de alface. Depois levei-vos para casa e a vossa mãe tratava de vocês enquanto eu trabalhava. Os tarifas pequenitos ficaram espantados, agora que já tinham ouvido falar nas aulas sobre educação sexual.

Depois do pai extremoso os deixar a lanchar no sítio do costume, bem próximo do quartel, um deles vai procurá-lo, e disseram-lhe que ele estava para uma das salas. Sobe, desce, anda para ali e para acolá e, sem fazer barulho, surpreende o pai em pleno acto com a bela e diz-lhe depois de uma  piscadela de olho: aí pai tas a cuidar da horta?

publicado por portovoluntario às 17:50
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 15 de Outubro de 2010

AGULHETADAS (140)

Hoje, daqui por aproximadamente quatro horas, vai haver uma Assembleia para aprovação de contas. A última não correu bem, com acusações difíceis de entender por parte de uns, mas manifestamente infelizes para todos os bombeiros. Acabou de forma abrupta, com pessoas a entrarem no Salão sem serem sócios. Eu não sou associado por opção. Se o documento que a seguir se transcreve for verdadeiro, admito que sim, prova que continuamos a acreditar em coisas banais, prometidas por pessoas ainda mais banais. Ao leitor que o fez chegar até nós agradecemos. Tomámo-lo como sério, mas não gostaríamos de publicar coisas destas que só nos menorizam e envergonham, a começar pelas promessas, mas pode ser que o documento hoje distribuído repita tudo isto.

 

Caro administrador do Blog, faço-lhe chegar o conteúdo de um documento distribuído aos sócios com data de Janeiro de 2009, chamado plano de actividades para o ano de 2009. Poderá verificar que depois de todo este tempo decorrido, muito se mantém em aberto. Infelizmente para os bombeiros todos prometem e nada fazem. Ainda bem que não há recandidaturas. Se tudo isto fosse hoje, diriam os responsáveis, os tempos estão difíceis. Sabemos que não é verdade. Cumprimentos.

Introdução:

Após o enorme esforço financeiro relativamente ao ano de 2008, pagando dívidas a empresas através de Planos de Pagamento, vimos-nos confrontados com uma cuidadosa gestão de recursos, para que deste modo possamos pelo menos cumprir com a redução do passivo e gerir de forma equilibrada a gestão financeira para o ano de 2009.

Renovamos já três salas, onde as mesmas encontram-se alugadas, estando agora em fase de acabamento mais quatro salas, a fim destas também poderem ser alugadas, tendo já as salas onde estava instalada a Secção de Desporto e Cultura da Associação, disponíveis para o aluguer.

Comunicamos ao Exmo. Sr. Comandante do Corpo de Bombeiros, para fazer o levantamento do de todo o fardamento existente, e as respectivas medidas das fardas nº. 3, para que possamos este ano, comprar equipamento para o Corpo de Bombeiros.

Iremos comprar fardas nº. 2, para todo o pessoal assalariado, para que deste modo dignifique a imagem da nossa corporação, perante os serviços diários, onde como sabem estão em permanente contacto com as pessoas que nos requisitam os serviços.

Devido a uma nova escola de Estagiários (18), também teremos que comprar todo o equipamento, (fardas, botas e capacetes) estando orçamentado o valor de 7.200€.

A partir do 2º. Semestre, iniciaremos obras de beneficiação nos dois dormitórios existentes visto que apesar de recente, torna-se necessário a reparação de alguns sectores.

Porque devemos de pensar que só é possível haver uma boa gestão, tendo ao nosso alcance ferramentas para o efeito, compramos um programa de software (HIFIRE), que nos vai permitir uma gestão de contabilidade mais funcional e mais controlada, quer a nível administrativo, quer a nível operacional, uma vez que adquirimos material informático (computadores, impressoras e Monitores), onde a base de dados é feita a partir da central telefónica e filtrada na secretaria de Direcção, não esquecendo que de igual modo o Comando, beneficiou deste programa, uma vez que todo ele funciona em rede, dando assim possibilidade de sabermos mais em pormenor todos os serviços. Este programa ainda se encontra em fase experimental.

E por último, temos o nosso grande objectivo, que é a construção do novo quartel. O arranque desta grande obra, está previsto para o quarto trimestre deste ano. Sabemos das enormes dificuldades existentes em todo o processo de candidatura, onde e muito bem o Estado português, tem exigido ás associações candidatas, uma rigorosa fiscalização de documentação, que no passado recente não existia. Está previsto no arranque desta obra, o valor de cerca de trezentos mil euros. É bom não esquecer que a obra será financiada pelo CREN, em cerca de setenta por cento.

Porto, 09 de Janeiro de 2009-01-09

 

A Direcção

publicado por portovoluntario às 17:15
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 14 de Outubro de 2010

AGULHETADAS (139)

Coisa que a minha mãe dizia e fazia quando era mais novo. Hoje é uma forma condenada pelos educadores e psicólogos, mas funcionou comigo. Acredito que se as coisas não estivessem a mudar tão rápido, o mundo estaria melhor, muito melhor e não havia tantos confrades. Tenho pena de alguns porque não tiveram uma mãe a sério. À minha eu sempre digo: Obrigado mãe. (3-fim)

A Minha Mãe ensinou-me CONTORCIONISMO...
- OLHA SÓ ESSA ORELHA! QUE NOJO!
A Minha Mãe ensinou-me DETERMINAÇÃO...
- VAIS FICAR AÍ SENTADO ATÉ COMER A COMIDA QUE TENS NO PRATO!
A Minha Mãe ensinou-me habilidades como VENTRILOQUO…
- NÃO RESMUNGUES! CALA ESSA BOCA E DIZ POR QUE É QUE FIZESTE ISSO?
A Minha Mãe ensinou-me a SER OBJECTIVO...
- EU CORRIJO-TE DE UMA SÓ VEZ!
A Minha Mãe ensinou-me a ESCUTAR ...
- SE NÃO BAIXAS O VOLUME, EU VOU AÍ E PARTO ESSE LEITOR DE CD!
A Minha Mãe ensinou-me a TER GOSTO PELOS ESTUDOS...
- SE EU FOR AÍ E NÃO TIVERES TERMINADO A LIÇÃO, ESPERA QUE VAIS VER!...
A Minha Mãe ensinou-me a COORDENAÇÃO MOTORA...
- AGORA ARRUMA TODOS OS BRINQUEDOS!! APANHA UM POR UM!
A Minha Mãe ensinou-me os NÚMEROS...
- VOU CONTAR ATÉ DEZ. SE O CORTA UNHAS NÃO APARECER AINDA LEVAS UMA SOVA!

publicado por portovoluntario às 17:49
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 13 de Outubro de 2010

AGULHETADAS (138)

Coisa que a minha mãe dizia e fazia quando era mais novo. Hoje é uma forma condenada pelos educadores e psicólogos, mas funcionou comigo. Acredito que se as coisas não estivessem a mudar tão rápido, o mundo estaria melhor, muito melhor e não havia tantos confrades. Tenho pena de alguns porque não tiveram uma mãe a sério. À minha eu sempre digo: Obrigado mãe. (2)

A Minha Mãe ensinou-me sobre RACIOCÍNIO LÓGICO...
- SE CAIRES DESSA ÁRVORE VAIS PARTIR O PESCOÇO E EU AINDA TE DOU UMA SOVA!
A Minha Mãe ensinou-me MEDICINA...
- DEIXA DE REVIRAR OS OLHOS MENINO! PODES APANHAR UMA CORRENTE DE AR QUE TE VAI DEIXAR VESGO PARA TODA A VIDA.
 A Minha Mãe ensinou-me sobre o REINO ANIMAL...
- SE NÃO COMERES ESSAS VERDURAS, OS BICHOS DA TUA BARRIGA VÃO COMER-TE A TI!
A Minha Mãe ensinou-me GENÉTICA...
 - ÉS IGUALZINHO AO TEU PAI!
A Minha Mãe ensinou-me acerca das minhas RAÍZES...
- PENSAS QUE NASCESTE NUMA FAMÍLIA RICA É?
A Minha Mãe ensinou-me sobre a SABEDORIA DE IDADE...
- QUANDO TU TIVERES A MINHA IDADE, VAIS ENTENDER E JÁ SERÁ TARDE DEMAIS.
A Minha Mãe ensinou-me sobre JUSTIÇA...
- UM DIA TERÁS FILHOS, E ELES VÃO FAZER CONTIGO O MESMO QUE TU FAZES COMIGO! AÍ VAIS VER O QUE É BOM!.
A Minha Mãe ensinou-me RELIGIÃO...
- REZA PARA QUE ESSA MANCHA SAIA DO TAPETE!
A Minha Mãe ensinou-me o BEIJO DE ESQUIMÓ...
- SE VOLTAS A ESCREVER DE NOVO, EU ESFREGO O TEU NARIZ CONTRA A PAREDE!

publicado por portovoluntario às 17:39
link | comentar | favorito
Terça-feira, 12 de Outubro de 2010

AGULHETADAS (137)

Coisa que a minha mãe dizia e fazia quando era mais novo. Hoje é uma forma condenada pelos educadores e psicólogos, mas funcionou comigo. Acredito que se as coisas não estivessem a mudar tão rápido, o mundo estaria melhor, muito melhor e não havia tantos confrades. Tenho pena de alguns porque não tiveram uma mãe a sério. À minha eu sempre digo: Obrigado mãe. (1)
A Minha Mãe ensinou-me a VALORIZAR O SORRISO...
- VOLTAS A RESPONDER-ME E LEVAS NOS DENTES!
A Minha Mãe ensinou-me a RECTIDÃO.
- EU ENDIREITO-TE NEM QUE SEJA PRECISO UMA CARGA DE PORRADA! 
 A Minha Mãe ensinou-me a DAR VALOR AO TRABALHO DOS OUTROS...
- SE TU E O TEU IRMÃO QUEREM MATAR-SE, VÃO LÁ PARA FORA. ACABEI DE LIMPAR A CASA!
A Minha Mãe ensinou-me LÓGICA E HIERARQUIA…
- PORQUE EU DIGO QUE É ASSIM! PONTO FINAL! QUEM É QUE MANDA AQUI?'
A Minha Mãe ensinou-me o que é MOTIVAÇÃO...
- CONTINUA A CHORAR QUE EU VOU DAR-TE UMA RAZÃO VERDADEIRA PARA CHORAR!
A Minha Mãe ensinou-me a CONTRADIÇÃO...
- FECHA A BOCA E COME!
A Minha Mãe ensinou-me sobre ANTECIPAÇÃO...
- ESPERA SÓ ATÉ O TEU PAI CHEGAR A CASA!
A Minha Mãe ensinou-me sobre PACIÊNCIA...
- CALMA!... QUANDO CHEGARMOS A CASA VAIS VER ...
A Minha Mãe ensinou-me a ENFRENTAR OS DESAFIOS...
- OLHA PARA MIM! E RESPONDE QUANDO EU TE FIZER UMA PERGUNTA!

publicado por portovoluntario às 17:51
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
20
22

23
24
25
26
27
28
29


.posts recentes

. MARGEM DE CÁ

. UM ANO MAIS

. CAPELINHAS

. MADONNA

. PIOR DO MESMO

. IGUAL, SÓ EM SONHOS

. PILI

. FELIZ NATAL

. PODIAM FAZER IGUAL

. SÓ ACONTECE AOS OUTROS - ...

.arquivos

. Fevereiro 2020

. Junho 2019

. Fevereiro 2019

. Dezembro 2018

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Agosto 2016

. Fevereiro 2016

. Agosto 2015

. Fevereiro 2015

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds