Sexta-feira, 6 de Agosto de 2010

Qual era a diferença entre piratas e corsários?

Os piratas atacavam por conta própria, ao contrário dos corsários, que actuavam em nome de um rei. Atacavam navios de países inimigos, usando a bandeira de seu país, e dividiam o saque com o rei, que ficava com a maior parte. Essa não era a regra geral, já que a maioria dos piratas era independente. Uma explicação oportuna. O residente um destes dias, com piada, bem disse, que depois o pirata era ele. Pilhou? Acho que não, ele é sempre corsário, só falta saber a que rei estava a obedecer. Faltam 7 dias. Muitos já não se lembram, mas ainda havia distribuição de capacetes. O tempo podia voltar para trás, muitos anos, para não se cometerem os mesmos erros e termos entre nós pessoas merecedoras do nosso afecto e simpatia.

publicado por portovoluntario às 09:16
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 5 de Agosto de 2010

Qual era a capacidade de transporte dos navios negreiros?

Normalmente, os navios negreiros transportavam de 300 a 600 escravos. Os negros eram trancados nos porões dos navios, todos amontoados, e sofriam muito com as péssimas condições de higiene e alimentação. Os historiadores contam que a situação era tão precária que, nas duas ou três semanas necessárias para a travessia, morriam de 50 a 70% dos escravos.

É uma questão de matemática. Muitos navios, percentagens iguais, logo os traficantes ficavam ricos. Ainda hoje, nas várias formas de tráfico as coisas acontecem da mesma forma. Se algo acontecer de mau, é percentagem que depois se recupera. Já se sabe o que fazer ao carro por encaroçar que esta a ganhar pó no parque dos nossos amigos. Ouvi dizer que já há garantias de varias estruturas em ferro, plástico e até em madeira, para fazer reboques, vender umas latas de cerveja e mais importante, puxar, quando for preciso, roulottes. Faltam 8 dias.

publicado por portovoluntario às 09:38
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 4 de Agosto de 2010

Porque quando estamos em pé, mas com o tronco do corpo tombado, as pessoas dizem - foi assim que os alemães perderam a guerra?

Porque quando o exército de Hitler estava a voltar da Rússia, com a guerra em duas frentes, os soldados estavam tão exaustos e havia tanto gelo que eles mal conseguiam andar. Fatigados, eles acabavam por tombar na neve, com as pernas e o tronco formando um ângulo de 90 graus.

Perderam assim a guerra. É normal naqueles que se acobardam a troco de uns tantos míseros euros. Já não bastava faltar liderança, agora com pagamentos miseráveis a uns quantos quando saem no VUCI. Quando são precisos á porta estão fora, quando estão dentro, chegam tarde e ficam-se pelas conversas de grupo. Já se sabe quem e quantos vão receber o guito? O pessoal já refila. O noddy faz mal em pagar. Devia comprar pneus para as viaturas. O vidrinhos falador, como não foi ao funeral a cabo Ruivo não faz mais nenhum funeral aqui por perto. Bem feito. Faltam 9 dias. Por esta altura não se podia sair para fora com o jipe.

publicado por portovoluntario às 09:51
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 3 de Agosto de 2010

Por que os pilotos kamicazes usavam capacete?

Em aviões, os capacetes nunca foram utilizados para proteger os pilotos em casos de acidentes. No início da história da aviação, eles serviam para manter aquecida a cabeça dos pilotos, que voavam em cabines abertas. Mais tarde, já em cabines fechadas, eles tinham a finalidade de acomodar os fones de ouvido e microfones, permitindo a  comunicação dos pilotos com a base por meio de rádio. Para os kamicazes, os capacetes funcionavam como um canal que os dirigia até aos seus alvos e não como EPI.

Ena…Kamicazes…o que eles faziam com um capacete. Entre nós há quem tenha capacete com cor de líder, mas sabemos que não sabe nada. Mais, sabemos que tem medo, mais prefere andar longe, até em ambientes um tanto discutíveis, só para não acudir a quem precisa, em ambientes pesados, com fumo. Já se fala em alergia adquirida. É verdade que está a caminho um oficial bombeiro? Chega de hipocrisia. Faltam 10 dias para o aniversário da morte do Joel.

publicado por portovoluntario às 09:36
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 2 de Agosto de 2010

Por que os israelitas também são chamados de judeus e hebreus?

Os rabinos explicam que, entre os três termos, o primeiro termo a ser utilizado foi hebreu. Era este o nome dado aos membros da família de Abraão, um patriarca que se estabeleceu em Canaã, na época em que ainda não existiam judeus, afirmam. Segundo eles, um dos netos deste patriarca chamava-se Israel e, por conseguinte, os seus descendentes foram chamados de israelitas. Um dia, estes homens instalaram-se em Canaã e criaram uma monarquia. Nascia então o Reino da Judeia, e o povo local foi denominado judeu. Hoje, israelita e hebreu são considerados sinónimos. Já judeu é utilizado para designar somente aqueles que seguem a religião judaica.

Não é desta altura os apátridas. Os que não tinham terra, religião ou bandeira. Desta altura lembramo-nos de uma figura preponderante na história que iniciou um movimento que ainda hoje perdura. Naquela altura outra figura foi determinante: Judas. O bem e o mal. E entre nós alguém conhece seguidores de Jesus….claro que não, as moedas são poucas mas os Judas continuam-se a vender, até por uma noite mal dormida, não vá o diabo zangar-se e punir disciplinarmente.

publicado por portovoluntario às 09:41
link | comentar | favorito
Domingo, 1 de Agosto de 2010

Por que o número 7 é tão presente no quotidiano das pessoas?

Desde a Antiguidade, a partir da observação da natureza, muitos significados foram atribuídos aos números. De acordo com o que viam, os estudiosos relacionavam os números a eventos, datas e conceitos religiosos. O número sete era considerado sagrado, já que supostamente representava a quantidade de planetas presentes no céu. Os pitagóricos, por exemplo, consideravam-no a imagem e modelo da ordem divina e harmonia. Por conta disso, foram incontáveis as concepções sociais e religiosas que se formaram diante dele: são sete os dias da semana, os pecados capitais e as notas musicais.

Também já passam de sete os fiascos do mandado. Quem continua a contar mais de setenta é o mandante cambalhotas que dizendo-se coleccionador de fiascos faz e desfaz como se fosse dono e nunca é com ele. O oferecido já conta com alguns e quem está a fazer o rol é o coelhinho mais pequeno, sabe-se lá porquê. Por esta altura, vai para quatro anos, as ordens eram para o jipe não sair.

publicado por portovoluntario às 09:28
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
20
22

23
24
25
26
27
28
29


.posts recentes

. MARGEM DE CÁ

. UM ANO MAIS

. CAPELINHAS

. MADONNA

. PIOR DO MESMO

. IGUAL, SÓ EM SONHOS

. PILI

. FELIZ NATAL

. PODIAM FAZER IGUAL

. SÓ ACONTECE AOS OUTROS - ...

.arquivos

. Fevereiro 2020

. Junho 2019

. Fevereiro 2019

. Dezembro 2018

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Agosto 2016

. Fevereiro 2016

. Agosto 2015

. Fevereiro 2015

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds