Quarta-feira, 23 de Dezembro de 2009

O que poderia acontecer se a Terra parasse de girar?

O lado do planeta que ficasse voltado para o Sol transformar-se ia num deserto com temperaturas elevadíssimas. Os oceanos aqueceriam tanto que levantariam vapores de água. O outro lado teria temperaturas tão baixas que uma crosta de gelo seria rapidamente formada. A diferença térmica entre os lados provocaria fortes ventanias. A ausência da força centrífuga, resultado da rotação terrestre, faria com que todos os objectos aumentassem de peso. Não existiria vida no planeta. Para a nossa realidade não há vida futura com estes confrades aos que se juntou um oferecido, que devia, como nós, andar fardado e não em fato de trabalho dos matutanos. Esta dos matutanos está fixe, alguém se lembra quem a referiu numa formatura.? Certo. O mandante.

publicado por portovoluntario às 09:51
link | comentar | favorito
Terça-feira, 22 de Dezembro de 2009

O que existe no centro da Terra?

O núcleo terrestre é dividido em duas partes. O exterior, constituído principalmente de ferro derretido e níquel, começa a 2.900 quilómetros abaixo da superfície. O núcleo interior começa a 5 mil quilómetros da superfície e tem, aproximadamente, 2.800 quilómetros de largura. Ele é composto de ferro e níquel em estado sólido e está sob grande pressão. A temperatura chega a 6 mil ºC. Os estagiários vão testar as vestimentas por perto, mas o oferecido enganou-se, equipou-se para mergulho. O escalador está a dormir.

publicado por portovoluntario às 09:59
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2009

O que é um buraco negro?

O buraco negro é uma estrela que perdeu o brilho e ficou extremamente densa. A gravidade dela é tão alta que suga o que está ao seu redor e não deixa a luz de outros corpos escaparem. Aqui está a explicação científica. Para a nossa realidade fartamo-nos de encher buracos qual deles o mais negro e ninguém acredita em bruxas. Bolas.

publicado por portovoluntario às 09:50
link | comentar | favorito
Domingo, 20 de Dezembro de 2009

O que é o sol da meia-noite?

É um fenómeno que ocorre perto dos pólos, quando o Sol não se põe durante pelo menos 24 horas. Isso acontece porque a inclinação do eixo da Terra em relação ao plano se sua órbita faz com que o Sol incida quase perpendicularmente sobre os pólos, em posições que se alternam de seis em seis meses. Nos pólos propriamente ditos, tanto o dia solar quanto a noite duram teoricamente um semestre. A passagem para o dia ou para a noite polar acontece nos equinócios - quando a duração das horas de sol é igual em toda a Terra. Não devemos estranhar que alguns dos confrades andem com sono, durmam onde podem, ganhem o deles, digam que trabalham muito, para estarem operacionais sempre depois das duas da manhã.

publicado por portovoluntario às 09:53
link | comentar | favorito
Sábado, 19 de Dezembro de 2009

O que é ano-luz ?

É a distância percorrida pela luz num ano. Essa medida é muito usada para cálculos astronómicos. A velocidade da luz foi determinada pela primeira vez em 1675, pelo astrónomo Olaus Roemer (1644-1710), medindo o intervalo entre sucessivos eclipse da lua, de Júpiter, para diferentes pontos da órbita da Terra.

Imaginem o que eram alguns confrades a trabalharem, como dizem que o fazem agora,  a dois anos luz de nós. Estariamos no céu.

publicado por portovoluntario às 09:57
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 18 de Dezembro de 2009

O que é a aurora boreal, onde e quando ela acontece?

A aurora boreal é um fenómeno luminoso que acontece no pólo norte. Ela ocorre quando partículas carregadas electricamente, como electrões, são emanadas do sol. Ao chegar na Terra, elas são guiadas pelo campo magnético até os pólos, originando tal fenómeno. Quanto maior a actividade solar, mais intensas são as auroras. Vale ressaltar que elas só ocorrem nos pólos (a do pólo sul se chama aurora austral) e acima da atmosfera terrestre, a cerca de 60 km de altitude.

Podiamos fazer uma vaquinha para mandar uma boa meia dúzia de confrades descobrir outras mais.

publicado por portovoluntario às 09:49
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 17 de Dezembro de 2009

O céu é visto do mesmo jeito, com as mesmas constelações, no mundo inteiro?

A posição das estrelas e constelações mudam de acordo com a hora e o local de observação. Segundo Ednilson Oliveira, doutorando do Departamento de Astronomia do Instituto Astronómico e Geofísico, o céu fica diferente conforme a distância de um lugar a outro. Na mesma data e no mesmo horário, por exemplo, o céu de Lisboa não é o mesmo visto aqui no Porto. Também existem constelações no hemisfério

norte que nunca veremos no hemisfério sul, como a Ursa Menor e a estrela Polar. Já as pessoas que estão no hemisfério norte não vêem o Cruzeiro do Sul.

Entre nós ha quem queira a todo o preço ser estrela mas sabemos que não passam de uns ranhosos de uns oportunistas

publicado por portovoluntario às 09:52
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 16 de Dezembro de 2009

Como se sabe a que distância caiu um raio?

Para se chegar a uma distância aproximada entre o ponto em que caiu um raio e o local onde estamos, começamos a contar os segundos no momento em que o relâmpago (luz do raio) é vista e paramos quando ouvir o trovão (som o raio). Depois dividimos esses segundos por 3 e teremos a distância em quilómetros.

Podia cair em cima de muita gente que eu conheço, mas não tenho essa sorte.

publicado por portovoluntario às 09:48
link | comentar | favorito
Terça-feira, 15 de Dezembro de 2009

Como se pode pesar o sol?

De acordo com Ednilson Oliveira, doutorado do Departamento de Astronomia do Instituto Astronómico e Geofísico, o que se pode calcular é a massa do sol e não o seu peso. A forma tradicional baseia-se na Lei da Gravitação Universal de Newton: sabendo-se qual é a distância entre a Terra e o Sol e a força de interacção entre ambos, é possível fazer o cálculo da massa deste astro. “Além disso, podemos obter a sua massa (equivalente a 1,989 x 1030 kg) conhecendo seu volume (por observação) ou a quantidade de energia que ele emana para a Terra por segundo”, afirma Ednilson.

Esta poucos sabiam. Mas quanto a pesos, fala-se que há quem pese muito menos e faça com que as viaturas precisem de arranjos nos amortecedores. Prejuizos.

publicado por portovoluntario às 09:51
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 14 de Dezembro de 2009

Como é que os cientistas sabem a temperatura das estrelas?

Por meio da observação de uma estrela é possível deduzir qual é a sua temperatura. O astrónomo Ednilson Oliveira explica melhor: "o espectro da luz que provém de sua superfície indica qual é a cor desta estrela e, dessa forma, sabemos sua temperatura". Uma estrela de cor branca, por exemplo, é considerada quente e tem temperatura da ordem de 25 mil graus Célsius. Já uma estrela vermelha é fria e sua temperatura gira em torno dos 3 mil graus Célsius.

Entre nós as estrelas têm mais temperatura, a acreditar no residente, quando estão na sala do mandante, com a porta fechada.

publicado por portovoluntario às 09:51
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
20
22

23
24
25
26
27
28
29


.posts recentes

. MARGEM DE CÁ

. UM ANO MAIS

. CAPELINHAS

. MADONNA

. PIOR DO MESMO

. IGUAL, SÓ EM SONHOS

. PILI

. FELIZ NATAL

. PODIAM FAZER IGUAL

. SÓ ACONTECE AOS OUTROS - ...

.arquivos

. Fevereiro 2020

. Junho 2019

. Fevereiro 2019

. Dezembro 2018

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Agosto 2016

. Fevereiro 2016

. Agosto 2015

. Fevereiro 2015

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds