Terça-feira, 10 de Novembro de 2009

DÉCIMA

Vamos ter de aguentar fados e rimas sempre que estamos de serviço?

 

Pergunto-me o que é que anda para aí a fazer o tal. A ter estatuto. Rigorosamente mais nada. Se diz que foi eleito para cumprir e fazer cumprir os regulamentos, as leis e as ordens que recebe, sabe-se lá porquê, eu digo-lhe para se indignar. Mas para que é que serve o homem? Boa pergunta. Para nada, obviamente! Ouço a responder em voz rouca:
Reciprocidades, sim faço e ainda me pagam por cima porque palhaços só no Cirque du Soleil. O outro, do clã Chen também é bom, mas pagam menos. Se não tivesse este hábito de lamber botas, já estava esclarecido e no devido lugar há muito tempo, antes de ter dado o sim e nós não passarmos a ser um areópago do faz que faz, incompetência, displicência e da impunidade para quem é confrade. Aos poucos as figuras começam por se segurar aos tectos, quais ratos voadores, que os responsáveis não querem sulfatar com sheltox porque não têm máscaras de protecção. Agora que a gripe parece estar em todos os lados, pode ser que um dia lá façam o que lhes compete. Desinfectar, pelo menos. Somos uma cidade tão linda, património Mundial e temos dentro de portas uma autêntica praga. Que azar.

 

publicado por portovoluntario às 09:51
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 9 de Novembro de 2009

NONA

Sempre vamos ter festa de S. Martinho onde é obrigatório cada um levar a respectiva mulher e cada uma o respectivo homem?

Todos os dias, uma formiginha chegava cedo ao trabalho, e dava duro, normal. Ela era produtiva e feliz. O gerente, abelhão, estranhou a formiga trabalhar sem supervisor. Se ela era produtiva sem supervisão, seria ainda mais se fosse supervisionada, e, como pensou logo agiu, colocou uma barata nessas funções que preparava belíssimos relatórios e tinha muita experiência, como supervisora. A primeira preocupação da barata foi a de padronizar o horário de entrada e saída da formiga. A barata precisou de uma secretária para ajudar a preparar os relatórios e contratou também uma aranha para organizar os arquivos e controlar as ligações telefónicas.
O abelhão ficou encantado com os relatórios da barata e pediu também gráficos com indicadores e análise das tendências que eram mostradas em reuniões. A barata, então, contratou uma mosca, e pediu um computador com impressora a cores. Logo, a formiga produtiva e feliz, começou a lamentar-se de toda aquela movimentação de papéis e reuniões. O abelhão concluiu que era o momento de criar a função de gestor para a área onde a formiga produtiva e feliz, trabalhava. O cargo foi dado a uma cigarra, que mandou colocar carpete no seu escritório e comprar uma cadeira especial. A nova gestora cigarra precisou de um computador e de uma assistente (como na função anterior) para ajudá-la a preparar um plano estratégico de melhorias e um controle do orçamento para a área onde trabalhava a formiga, que já não cantarolava mais e cada dia era mais visível o seu desconforto. A cigarra, então, convenceu o gerente abelhão, que era preciso fazer um estudo de clima. Mas, o abelhão, ao rever os mapas de resultados deu conta de que a unidade na qual a formiga trabalhava já não rendia como antes e contratou a coruja, uma prestigiada consultora, muito famosa, para que fizesse um diagnóstico da situação. A coruja permaneceu três meses nos escritórios e emitiu um volumoso relatório, com vários apêndices que concluía: Há muita gente nesta empresa! E adivinhe-se quem o abelhão começou por fazer a vida difícil para perder a cabeça e despedir-se? A formiga, claro, porque ela andava muito desmotivada e aborrecida.
 

É fácil adaptar à nossa realidade. Só não vê quem não quer. Precisamos de formigas, os outros animais, jardim zoológico com eles. Insectos, Sheltox por causa das pragas.

 

publicado por portovoluntario às 09:57
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 8 de Novembro de 2009

OITAVA

As respostas a algumas perguntas aqui colocadas têm sido de mau gosto que a maior parte delas nem publico. Quem responder deve saber das coisas ou então ter sentido irónico. Com má educação é que não.

Acabou mais uma semana e todos sairam á pressa. Ninguém sabe porquê mas houve quem tentasse adivinhar. Ainda estou para saber a verdadeira causa. A certeza que tenho é que não foi para fugir á chuva, ou para se encontrarem com as respectivas mulheres mais cedo. Se calhar foi para um jantar melhorado. Algo anda no ar. Espero que não seja para quem o agarrar.

Porque nos faltam coisas fundamentais e sempre há a justificação que não há guito, a pergunta de hoje é: Quanto devemos?

 

E, para animar o pessoal mais uma anedota: Dois conhecidos nossos fazem os possíveis para todos os sábados darem uma curva nuns bares de conhecidos. Agora com as câmaras na ribeira é fácil detectá-los, para quem diz sempre que se fartam de fazer inúmeras saídas. A vontade é sempre muita mas quando não há gorjas não há guito para os copos. O mais alto diz: espera tenho uma ideia, já vais ver. E comprou uma grande salsicha com o dinheiro que tinha.
- O mais gordo ficou possesso. És estúpido? - Assim ficamos sem dinheiro. E agora o que é que vamos fazer? - Não te preocupes, já vais ver.
Entram num bar, pedem duas bebidas e começam a bebê-las. Quando acabaram, o primeiro diz ao outro:
- E aqui vai o truque: abro a minha braguilha, deslizo discretamente a salsicha por ela, ajoelhas-te à minha frente, e chupas a salsicha. Nunca falha!
Então, o primeiro tira a salsicha das calças, o segundo ajoelha-se e começa a chupar a salsicha. Ao ver isto, o dono do bar grita-lhes:
- Qué é isto? Paneleirada! Que é que estes gajos tão prá qui a fazer?... Saiam daqui agora mesmo! Como o truque funcionou, voltam a entrar noutro bar e bebem uma segunda bebida e... hop!... ajoelhar... salsicha... expulsão. Deste modo, vão de bar em bar, mas quando chegam ao do fininho, e tendo já bebido em 14 bares, o segundo diz ao primeiro: - Cum caraças, vamos parar com isto que não posso mais, dói-me imenso os maxilares.
Ao que o primeiro responde:
- Pode ser, eu também já não aguento mais... ainda por cima perdi a merda da salsicha no terceiro ou quarto bar...

publicado por portovoluntario às 09:51
link | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sábado, 7 de Novembro de 2009

SÉTIMA

Pois. Hoje é sabado e vai chover. Hoje, é facultativo fazer sala. Já estou a ver o pessoal a complicar tudo. A bela de onde se come anda atarefada para garantir serviços impecáveis. Os dias são mais pequenos e é preciso tornar o local mais acolhedor. O mandado não sabe para onde se virar tantas são as ordens e as contra-ordens. Já se fala num novo assistente. A figura merece. Lambe bem as botas, mas vai levar um chuto como os outros.

 

E, agora a perguntita da ordem: Pode-se tirar para segunda fila uma ambulância para estacionar o carro próprio?

 

E, agora uma história no tempo dos romanos onde nós já dávamos cartas: 

Um dos nossos, género mandante, na época da doutrina nos montes debaixo das árvores, junto aos rios, assistia ao ar livre ao apedrejamento de Maria Madalena quando aquele que quer fazer chegar o benfica às finais todas, resolveu interceder em seu favor, diante da multidão que ali estava. disse:
- Quem nunca errou, que atire a primeira pedra.
Aquele que nada faz, tuga no seu melhor naturalmente presente em todos os lugares e épocas empolgou-se, pegou num tremendo tijolo e acertou na testa de Maria Madalena, que caiu redonda.
Aquele que todos querem como amigo, muito entristecido, foi em direcção ao "portuga", olhou-o bem nos olhos e perguntou:
- Meu filho, diz-me a verdade, nunca erraste na tua vida?
O tone respondeu: - Desta distância, nunca !
publicado por portovoluntario às 09:58
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 6 de Novembro de 2009

SEXTA

Andamos do avesso. Isto de fazer o que os outros quiseram fazer e não deu certo, é demais. Já todos querem fazer fixos, sabemos porquê.

Temos outra figura para animar as hostes. Dizem que tem uma folha de serviço de enorme projecção daquelas que todos queriam para si, mas o azar bateu-nos á porta e, ninguém sabe como fomos nós a ficar com ele. Uma colega nossa disse com piada que era mais um oferecido. Pois bem, vou passar-lhe a chamar assim, convenhamos, um mandado, um oferecido, bem orientados pelo mandante, só lucramos, sim porque o noddy só quer um lugarzinho para estacionar de vez em quando e ninguém refila. Mais contratos a caminho. Outro figurante está para aparecer.
 
Pergunta do Dia: Afinal qual é a real situação do segundo?
 
E, para rir mais um pouco, observações sobre indicações nas embalagens. Bonito.

 
 Na embalagem de sabonete Dove :
 'INDICAÇÕES: UTILIZAR COMO SABONETE NORMAL'
 (Boa! Cabe a cada um imaginar para que serve um sabonete anormal)

 Em alguns pacotes de refeições congeladas Iglo:
'SUGESTÃO DE APRESENTAÇÃO: DESCONGELAR PRIMEIRO'
 (É só sugestão! De repente o pessoal pode estar afim de lambê-la, como
se fosse um gelado...)

Num hotel que oferecia touca para o duche:
'VÁLIDO PARA UMA CABEÇA'
 (Alguém muito romântico poderia colocar a sua e a da amada na mesma touca...)

Na sobremesa Tiramisú da marca Tesco, impresso no lado de Baixo da
 caixa : 'NÃO INVERTER A EMBALAGEM'
 (Oops!!! Leu o aviso...é porque já inverteu!)

No pudim do Mini Preço:
 'ATENÇÃO: O PUDIM ESTARÁ QUENTE DEPOIS DE AQUECIDO'
 (Brilhante!!!)

 Na embalagem da tábua de passar Rowenta:
'NÃO ENGOMAR A ROUPA SOBRE O CORPO'
 (Gostaria de conhecer a infeliz criatura que deu origem a este aviso)

 Num medicamento (pediátrico) contra o catarro infantil, da Boots:
 ' NÃO CONDUZA AUTOMÓVEIS NEM MANEJE MAQUINARIA PESADA DEPOIS DE TOMAR  ESTE MEDICAMENTO'
 (Tantos acidentes na construção civil poderiam ser evitados se Fosse
 possível ter esses Hooligans de 4 anos longe dos Catterpillars)
 
 Nas pastilhas para dormir da Nytol:
'ADVERTÊNCIA: PODE PRODUZIR SONOLÊNCIA'
 (Pode não, deve!!!! Foi para isso que eu comprei!!!)

 Numa faca de cozinha :
 'IMPORTANTE: MANTER LONGE DAS CRIANÇAS E ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO'
 (Será que lá os cães e gatos são ninjas disfarçados? Nunca vi nenhum
 mexer em facas!)

 Numa série de luzes de Natal:
 'USAR APENAS NO INTERIOR OU NO EXTERIOR'
 Alguém me pode dizer qual é a 3ª opção?)

 Nos pacotes de amendoim da Matutano:
 'AVISO: CONTÉM AMENDOINS'
 (Mania de estragar as surpresas!)

 Numa serra eléctrica da Husqvarna:
 'NÃO TENTE DETER A SERRA COM AS MÃOS OU OS GENITAIS'
 (Sem comentários)

publicado por portovoluntario às 09:52
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 5 de Novembro de 2009

QUINTA

O mandado anda triste. Não se importa minimamente de andar aos recados. Sente-se bem quando anda no popó, mas o telemóvel dá cabo da concentração. Está sempre a tocar, impedindo que desfrute do ambiente que o rodeia. Comenta que quase sempre são assuntos sem interesse mas o mandante tem que justificar alguma coisinha. Depois na central é o que sabemos, até assustam os papéis. Não tem ventilação suficiente e acentua o mau cheiro das noites bem passadas. Aquela de guardar papel higiénico não significa que não haja nas casas de banho, são para limpar as lágrimas dos programas televisivos. Ora bolas, diz o mandado, não foi para isto que assumi dar a cara. Não tenho sossego, prefiro fazer o que me mandam e continuar a vidinha anterior. O novo elemento já está a tomar conta de tudo, mas sabemos que vai fazer o que lhe mandam porque senão vai para onde foi corrido. O tempo acaba por nos trazer todas as informações. Outro que quer ser dono por vaidade Já se perfilam outros novos vindos de outros ambientes. A coisa promete. Não sei se vão caber todos no mesmo ramo, sim, disse ramo, porque já disse a colegas nossos de outra corporação que a nossa casa era uma macacada.

 
Pergunta do dia. Porque não fazem formação aos centralistas?
 
E, para rir mais um pouco, mais perguntas Idiotas....... com respostas Idiotas!!!!
 

 Estou a fumar um cigarro. Um amigo pergunta:
-Ora, ora! Mas tu fumas?
 -Não, eu gosto de bronzear os pulmões.
 
 Quando voltei da margem do rio com um balde cheio de peixes o meu
 amigo pergunta:  - Pescaste esses peixes todos?
 -Não, estes são peixes suicidas que se afogaram no meu balde.
 
Estou no guichet do cinema. Uma senhora pergunta-me:
 -Quer um bilhete?
 -Não, eu meti-me na fila só para ver onde isto ia dar...
 
 Quando a gente leva um aparelho electrónico para a manutenção e o técnico
 pergunta:  - Tá com defeito ?
 - Não, é que ele estava cansado de ficar em casa e eu trouxe-o para passear.
 
Quando te acabas de levantar, aí vem um idiota (sempre) e pergunta:
 - Acordaste?
- Não. Sou sonâmbulo!
 
O teu amigo liga para a tua casa e pergunta:
- Onde estás ?
- No Pólo Norte! Um furacão levou a minha casa pra lá!
 
 E a melhor de todas:
 -Cortaste o cabelo?
-Não, tirei pra lavar!!!

publicado por portovoluntario às 09:53
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 4 de Novembro de 2009

QUARTA

Só não vê quem não quer. Já nos chamam tantos nomes, cada qual o mais depreciativo que aos poucos vamos sendo os melhores, porque estamos cada vez mais sozinhos. Não vamos a simulacros, não estamos em frente nenhuma e quando somos chamados a intervir, assistimos para justificar a saída, mas quando a hora é boa. Andam uns tantos em nova formação e os confrades continuam a fazer o que querem sem a dita. Até urgências com o residente a troco de poder dormir quando está na central. Vai ser instituído o prémio mais saídas para assim arrebanhar os artolas para fazerem o que outros deviam por obrigação fazer.

 
Pergunta do dia. Porque não arranjam a parte envolvente da parada?
 
E, para rir um pouco: Perguntas Idiotas....... Respostas Idiotas!!!!

Fui à loja comprar veneno para ratos.  -Tem veneno para ratos?
 -Sim! Vai levar?
-Não, vou trazer os ratos para comerem aqui!!!
  
 Fui ao banco para trocar um cheque.O funcionário perguntou:
 -Vai levar em dinheiro?
 -Não!!!!! Dê-me antes em clips, borrachas, apara-lápis!!!
 
Estou abraçado à minha acompanhante e entramos num bar romântico.
-O empregado pergunta:
-Mesa para dois?
 -Não, mesa para quatro, duas cadeiras são para apoiar os pés!

 Depois, pego no talão de cheques e numa caneta. Então o empregado pergunta:
-Vai pagar com cheque?
-Não, vou fazer um poema nesta folhinha.

 Entro no elevador de um prédio, no momento em que pára no sub-solo garagem. Um senhor pergunta:  -Vai subir?
-Não, vou prós lados!!

publicado por portovoluntario às 09:58
link | comentar | favorito
Terça-feira, 3 de Novembro de 2009

TERCEIRA

Já não se estranha. Entranha-se. Vamos poder levar mobília para o quartel. As obras continuam e só depois das últimas determinações e os comentários dos acólitos mais chegados, ficamos a saber que vamos poder habitar nas instalações. Ao que chega a necessidade de uns poucos, para obrigarem os outros a estarem onde eles deviam estar para merecer as mordomias e o guito que levam a cada final do mês. Depois há ainda a necessidade de justificarem o banho e as faltas em casa. O mandante já passou a pasta mas continua a alimentar o ego com medidas inventadas. Agora já não há família. Quem se esquece? Só os interessados em prosseguir em invenções para dar a ganhar aos mesmos de sempre. Invenções.

 
E, agora a pergunta da ordem. Porque razão há lugar para estacionar o carro verde e os dos voluntários não?
 

Velhos provérbios, novas verdades...

- Quem ri por último... . . ..... ...é de compreensão lenta.
- Os últimos são sempre... . . ...desclassificados.
- Quem o feio ama... . . . . ......tem que ir ao oculista.
- Deitar cedo e cedo erguer......dá muito sono!
- Filho de peixe . . . ....... . . ...é tão feio como o pai.
- Quem não arrisca... . . ... . ...não se lixa.
- O pior cego... . . . . . . .........é o que não quer cão nem bengala.
- Quem dá aos pobres... . . . ...fica mais teso.
- Há males que vêm... . . . .. ...e ficam.
- Gato escaldado... . . . . ... ...geralmente esta morto.
- Mais vale tarde... . . . . . .....que muito mais tarde.
- Cada macaco... . . . . . . ......com a sua macaca.
- Águas passadas... . . . . ... ...já passaram.
- Depois da tempestade. . . . ...vem a gripe.
- Vale mais um pássaro na mão ...que uma cagadela na cabeça.

publicado por portovoluntario às 09:51
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 2 de Novembro de 2009

SEGUNDA

Ele há cada uma. Ainda não esfriaram as bruxas e já sopram ventos onde dizem que devem andar por aí em vassouras ferrugentas. Para mim é do ambiente onde coabitam. Não fazem nada. Essas bruxas bem podiam ajudar a malta e dar uma vassourada em todos os que fazem que fazem. O Natal ainda vem longe e já se discute quem vai receber primeiro o subsídio. O tio não é de certeza, dizem que ele anda com a cabeça noutro lado. Outra guerra surda. Desgraças já chegam. Espero não ser género pili II.

Aqui fica a segunda pergunta. Responda quem souber.
Porque não há marcação de faltas?
 
E, para animar os visitantes, aqui fica um registo mais de graça.
Numa reunião de mulheres ligadas a pessoal bombeiro, pela sua emancipação ouviu-se:
Bom dia, sou mulher do mandante e disse ao meu marido: faz o jantar, quero um bife! No primeiro dia, não vi nada, no segundo não vi nada, mas no terceiro, o figurão preparou-me um delicioso roast-beef. Aplausos e grande ovação na sala. BRAAAAAVOOOO!!!'
Bom dia, sou mulher do mandado. Um dia disse ao meu marido:  a partir de amanhã, limpas a casa. No primeiro dia não vi nada, no segundo dia não vi nada, mas no fim do terceiro dia, o meu homem tinha aspirado toda a casa, porque senão não vinha aos fins-de-semana para as bombas. Aplausos e ovação da sala. BRAAAAAVOOOO!!!'
Bom dia, sou a mulher do mais gordo. Comigo ele faz o que eu quero. Um dia disse ao meu marido: a partir de hoje lavas a roupa da casa. No primeiro dia não vi nada, no segundo dia não vi nada, mas no fim do terceiro dia, mesmo de piquete vem a casa e faz uma máquina ou duas de lavar e estende. Não sou para brincadeiras. Aplausos e ovação da sala. BRAAAAAVOOOO!!!'
Bom dia, sou a mulher do desconfiado. O mês passado não vi nenhum dinheiro e disse ao meu esposo: isto não pode ser, a partir de amanhã, lavas a louça todos os dias! No primeiro dia não vi nada, no segundo dia não vi nada, mas no terceiro já comecei a ver alguma coisa do olho esquerdo...
 
Moral da história, temos o pessoal que manda, que não passam de uns frustrados.
publicado por portovoluntario às 09:53
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 1 de Novembro de 2009

PRIMEIRA

Pontapé de saída. Começam hoje a ser feitas perguntas sobre o desenrolar do nosso dia-a-dia. O nada melhor do que a seguinte: Somos todos iguais. Porque razão falta pessoal na relação apresentada e na escala de piquete. ?

 
E, agora para rir um pouco: Dia perfeito para a Bela

08:15 Desperta com vontade de abraços e beijinhos.
08:30 Na balança, pesa 5 Kg menos do que ontem.
08:45 Pequeno-almoço na cama, sumo de laranja torradas e croissants.
09:15 Banho de imersão com uma fragrância exótica comprada no chinês da praça.
10:00 Ligeira sessão livre no espaço daquilo que considera seu com o seu simpático, gordo e zangado amigo.
10:30 Tratamento facial, manicura, champô, cabelo e pés no Bonjardim.
12:00 Almoço com a melhor amiga no balcão do restaurante do costume.
12:45 Repara, de longe, que a mulher do ex-amigo engordou mais de 20Kgs.
13:00 Compras com as amigas possíveis e interesseiras como ela no chinês de Sampaio Bruno, arranja algo especial para si mesma.
15:00 Sesta no sofá habitual.
16:00 Recebe uma boca da vontade de lhe oferecem rosas mandadas pelo admirador secreto que ela sabe quem é e farta-se de lhe fazer ciúmes.
16:15 Ligeira sessão nas escadas, naquele período que ninguém entra nem sai. Fica desgostosa por o amigo não dar mais.
17:30 Escolha da roupa menos amarrotada para sair e fazer horas sem fazer nada.
19:00 Parada perto do bolhão à espera de não se sabe de quê a sonhar com um jantar à pala, à luz das velas, com dança.
20:00 Surpreendida pelo toque do telemóvel o marido já chegou a casa.
21.00 Chega a casa, cansada como habitual.
21:30 Duche quente, sozinha.
22:00 Jantar frio das sobras do dia anterior a ouvir a festival baixinho.
23:00 Fim de arrumar a cozinha. Limpar só dia-sim-dia- não e hoje é não.
23:15 Adormece no sofá a ver a novela. Isto dos sofás perseguem-na.
02.30 – Acorda no sofá e vai para a cama.

O dia perfeito para o amigo
06:00 Despertador.
06:15 Televisão para saber notícias.
06:30 Cagada massiva enquanto ouve o rádio.
07:00 Pequeno-almoço, café, pão do dia anterior e manteiga
07:15 Vestir
07.20 Sai para o entretenimento a fazer caminhada
07.45 Chega ao entretenimento.
07:50 Começa a ver as catraias na net
08:15 Pede o guito e pontos da noite anterior
08.30 Faz o relatório onde diz que está tudo bem.
08.45 Começa a telefonar não se sabe para quê e a quem porque nunca diz. Pelo meio vai continuando a ver a net
09.00 Primeira saída para a confeitaria.
09.15 Sai da confeitaria e fica a ver o pessoal a passar na rua.
10.00 Sobe para os aposentos: Sessão livre, diária.
10.10 Segunda saída para a confeitaria, agora com o residente.
10.30 Muda da confeitaria para o café, para poder ver o pessoal a ir à caixa multibanco.
11.30 Regressa para o entretenimento preocupado com o que vai almoçar
11.45 Manda retirar viatura para aparcar a do noddy.
12.00 Dá pulos de contente, já tem companhia para a pizza
13.30 Passeio para controlar a bela por Sampaio bruno
14.30 Chamadas importantes do dia para fazerem funcionar a máquina e mandar o mandado fazer qualquer coisinha.
14.45 Procura cuscar o mais possível.
15.00 Sesta no sofá habitual.
16.30 Conta o número de lençóis que estão a secar.
17.00 Recebe nos aposentos mais um conhecido vendedor de carros usados.
17.30 Acabou o turno. Fica fechado a ver as catraias na net e vai fazendo os contactos para o facebook.
19.30 Cansado, decide ir para casa.
20.00 Cansado, adormece sem jantar.
23.30 Aquece o jantar.
00.00 Liga a televisão no porto canal.
03.00 Acorda com a televisão a mostrar a linha de metro. Sente-se o último escuteiro. Vai para a cama cansado.
publicado por portovoluntario às 09:52
link | comentar | ver comentários (2) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
20
22

23
24
25
26
27
28
29


.posts recentes

. MARGEM DE CÁ

. UM ANO MAIS

. CAPELINHAS

. MADONNA

. PIOR DO MESMO

. IGUAL, SÓ EM SONHOS

. PILI

. FELIZ NATAL

. PODIAM FAZER IGUAL

. SÓ ACONTECE AOS OUTROS - ...

.arquivos

. Fevereiro 2020

. Junho 2019

. Fevereiro 2019

. Dezembro 2018

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Agosto 2016

. Fevereiro 2016

. Agosto 2015

. Fevereiro 2015

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds