Quinta-feira, 25 de Junho de 2009

DESCARACTERIZADA

As solicitações são inúmeras. Imensas, muitas mais que os serviços de ambulância. Para ocupar um elemento fardado é complicado. Para permitir que a condução se faça á vontade, sem farda, uma aquisição está em vista, nada mais nada menos que uma viatura descaracterizada para ir a qualquer lado, a qualquer hora do dia ou da noite, sem dar nas vistas. O aparcamento será onde der jeito, mas nunca no parque de viaturas, porque já todos sabemos, para sair dá nas vistas. Engraçada é a fórmula de venda, principalmente quem vende e o número de chaves que vai ter para distribuir. Alguém se vai zangar por não ter umas chaves também.

publicado por portovoluntario às 09:51
link | comentar | favorito

Filha casada, pretendentes à porta

Não há nada mais difícil de realizar nem mais perigoso de controlar do que o inicio de uma nova ordem de coisas - Niccolô Machiavelli - 

publicado por portovoluntario às 09:08
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 24 de Junho de 2009

POESIA

Foi recebido através do endereço Rui17 @hotmail.com este texto que tudo indica ter sido feito por José Régio. Pois aqui está reproduzido na íntegra. É bem uma mais valia para este Blog. Quando entendam que devem comentar e desse comentário nascer um post, como é este caso, enviem para portovoluntario@sapo.pt. Tendo apenas em consideração a moderação da linguagem

 
POESIA
Sim, foi por mim que gritei.
Declamei,
Atirei frases em volta.
Cego de angústia e de revolta. 
 
Foi em meu nome que fiz,
A carvão, a sangue, a giz,
Sátiras e epigramas nas paredes
Que não vi serem necessárias e vós vedes.
 
Foi quando compreendi
Que nada me dariam do infinito que pedi,
-Que ergui mais alto o meu grito
E pedi mais infinito!
 
Eu, o meu eu rico de baixas e grandezas,
Eis a razão das épi trági-cómicas empresas
Que, sem rumo,
Levantei com sarcasmo, sonho, fumo...
 
O que buscava
Era, como qualquer, ter o que desejava.
Febres de Mais. ânsias de Altura e Abismo,
Tinham raízes banalíssimas de egoísmo.
 
Que só por me ser vedado
Sair deste meu ser formal e condenado,
Erigi contra os céus o meu imenso Engano
De tentar o ultra-humano, eu que sou tão humano!
 
Senhor meu Deus em que não creio!
Nu a teus pés, abro o meu seio
Procurei fugir de mim,
Mas sei que sou meu exclusivo fim.
 
Sofro, assim, pelo que sou,
Sofro por este chão que aos pés se me pegou,
Sofro por não poder fugir.
Sofro por ter prazer em me acusar e me exibir!
 
Senhor meu Deus em que não creio, porque és minha criação!
(Deus, para mim, sou eu chegado à perfeição...)
Senhor dá-me o poder de estar calado,
Quieto, maniatado, iluminado.
 
Se os gestos e as palavras que sonhei,
Nunca os usei nem usarei,
Se nada do que levo a efeito vale,
Que eu me não mova! que eu não fale!
 
Ah! também sei que, trabalhando só por mim,
Era por um de nós. E assim,
Neste meu vão assalto a nem sei que felicidade,
Lutava um homem pela humanidade.
 
Mas o meu sonho megalómano é maior
Do que a própria imensa dor
De compreender como é egoísta
A minha máxima conquista...
 
Senhor! que nunca mais meus versos ávidos e impuros
Me rasguem! e meus lábios cerrarão como dois muros,
E o meu Silêncio, como incenso, atingir-te-á,
E sobre mim de novo descerá...
 
Sim, descerá da tua mão compadecida,
Meu Deus em que não creio! e porá fim à minha vida.
E uma terra sem flor e uma pedra sem nome
Saciarão a minha fome.
 
JOSÉ RÉGIO
publicado por portovoluntario às 10:05
link | comentar | favorito

Quem muito divisa, pouco assisa

Lutemos por um mundo novo, um mundo bom que a todos assegure o ensejo de trabalho, que dê futuro à mocidade e segurança à velhice - Charles Chaplin -

publicado por portovoluntario às 09:21
link | comentar | favorito
Terça-feira, 23 de Junho de 2009

VAQUINHA

Não falo de pessoas. Nada disso. Ena boas ideias. Grandes decisões. Começa realmente a confraria a fazer alguma coisita. Não é que alguém deu a ideia das gorjas entrarem para uma caixinha e o bolo ser distribuído por todos e em alturas onde alguém possa estar com a vida mais atribulada. Calma, não é para todos, é só para os confrades, e extensiva a mais meia dúzia que possam assegurar os serviços e angariar mais algum para a vaquinha. Já há elementos que também querem alinhar mas o mais cheinho dos confrades, sim o tal que faz todas as assistências, tudo, não deixa porque já sabemos, os jantares e os convívios a pagar são muitos e o rendimento mensal que não é pouco, esse é para estar certinho. Desejo que se zanguem para as gorjas em vez de ser para os do costume passarem a ser distribuídos por todos, inclusive por todos os telefonistas. Uma grande medida para se por em prática. Uma boa ideia. Mais um abaixo assinado na calha.

Bom S. João para todos.

publicado por portovoluntario às 09:56
link | comentar | favorito

Olho por olho, dente por dente

Ninguém minimamente bem formado pode ser plenamente feliz enquanto os demais à sua volta forem infelizes - Herbert Spencer -

publicado por portovoluntario às 09:07
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 22 de Junho de 2009

PORQUE NÃO TE CALAS

O Canal 1 da RTP transmitiu na passada sexta feira, dia 19 nas noticias da uma hora, uma notícia sobre os transportes diários de doentes, principalmente para as clínicas de fisioterapia. Não é preciso fazer um grande esforço a pensar quem foi entrevistado entre nós. Claro. Onde estava a almoçar não dei para ouvir. Perdi logo o apetite. Depois à noite uma colega dos Portuenses lá me mandou o site. Quem apareceu? Não é difícil adivinhar, claro que foi o  cambalhotas. Cada vez se percebe pior. O homem tem qualquer coisa que lhe afecta a fala acho eu, e a faladura não é muito perceptível. Podem ler mais abaixo e tirarem as conclusões. Uma autêntica pérola. Eu diria uma bacorada, se compararmos com as declarações de todos os outros intervenientes, entre outros as do sr. Presidente dos Vol. de Pedrouços.

Não havia ou não tínhamos na altura melhor figura para entrevistar no quartel e já sabemos que ele fala pelo comandante, pelo presidente, tesoureiro, secretários, pessoal indiferenciado, por todos. Uma voz que tem de ser ouvida mesmo a dizer o que não deve. O cambalhotas foi tão eloquente que até o nome aparece errado, ou será o novo pseudónimo? O que aparece está mal, mas a função, essa, está bem presente nas imagens, do nosso quartel  e a nossa viatura a sair. E depois queixam-se que somos uns coitadinhos que não temos quem nos ajude. Com pessoal deste, temos o que merecemos, só faltou filmar os rios de transpiração de todo o pessoal àquela hora da manhã. Ainda bem que as imagens não transmitem os cheiros senão lá se ia o meu almoço até ali ingerido. Eu gostava de ouvir que não paravam as viaturas nos muitíssimos serviços diários. Gostava de ouvir que o mais difícil era haver um intervalo de 5 minutinhos para abastecer e mudar de guarnições, ganhando riqueza para a Associação mas é melhor estar à porta do quartel a ver quem passa ou estar na salinha a dormitar. Também faltou dizer pela figura que ninguém nos liga e andamos a dar o litro, fazendo o bem sem olhar a quem e a fazer serviços de borla porque os pobrezinhos dos doentes não tem dinheiro para pagar e contam connosco. Engana-me que eu gosto. Eis a transcrição:
 
DOENTES SEM APOIO
Bombeiros e privados recusam transportes pagos pelo Estado
(voz do jornalista)Vítor precisa de fisioterapia todos os dias. Teve um AVC e uma paragem cardíaca há 16 meses. Até à pouco tempo era transportado pelos bombeiros, mas agora tem que ser os amigos a levar o Vítor ao tratamento.
 (Voz da mãe do doente)Não tenho bombeiros que me levem. Não tenho. Não tenho. Se não forem os amigos eu não tenho quem me leve o meu filho á fisioterapia não tenho.
(Voz de um amigo do doente que o leva ao Hosp da Prelada) É um bocado complicado, não pela nossa parte que estamos sempre dispostos a ajudar mas sim pela parte dele porque um dia que a gente arranje trabalho ele fica sem fisioterapia, só. Ele precisa de fazer fisioterapia, para melhorar, para  ficar melhor
(voz do jornalista)Até à pouco tempo o transporte de doentes para consultas externas ou tratamentos era assegurado praticamente só por empresas de ambulâncias O estado paga 7 euros e meio por cada deslocação mas como tem estado a reembolsar com atraso os privados já começaram a recusar os serviços
(A Voz – só faltou dizer que precisamos de muitos subsídios) Eram as privadas agora aquilo que a gente está aaaaaa  sentir é que as privadas em relação aos serviços da segurança social as privadas  ehhhh por qualquer motivo, não sei qual é o motivo, estão aaaa não aceitar estes serviços e depois as pessoas recorrem aqui.(Faltou dizer que levam sempre nega quando pelo telefone as vezes não dizemos que tem de pagar o serviço, se não houver guito não há nada para ninguém e ainda outra modalidade está em curso)
 (Voz do Jornalista)Os bombeiros não tem mãos a medir no transporte de doentes é o caso dos voluntários  de Pedrouços que se especializaram nesse serviço, mas mesmo assim tem muitas limitações.
 (Voz do Sr. Presidente dos bombeiros de Pedrouços) Nós não podemos fazer milagres. Nós temos as nossas limitações, quer em meios humanos quer em termos de viaturas e especificamente em termos de lotação. Nós temos as nossas lotações. Nós não podemos transportar doentes, uns em cima dos outros. Chegando aquela lotação começa realmente o nosso problema, dizer não. Não, porque realmente não temos hipótese
 (Voz do Sr. Jornalista) Neste jogo do empurra quem sofre são os doentes que não tem quem os leve aos tratamentos. O Vítor continua a depender dos amigos para ir a fisioterapia mas pode deixar de ir as sessões por falta de transporte.
publicado por portovoluntario às 10:06
link | comentar | ver comentários (3) | favorito

Quando um não quer, dois não discutem

Não somos seres humanos completos. Somos seres que se debatem para estabelecer relações humanas e para chegar a uma definição de ser humano. É uma luta longa que consiste em procurarmos viver juntos humanamente. É pois, mediante esta busca, que não tem nada a ver com o humanismo, que podemos considerar o nosso fim. Em outras palavras, nosso fim é alcançar um corpo constituído no qual cada um se sinta ser humano e uma colectividade que se sinta também humana -Jean Paul Sartre -

publicado por portovoluntario às 09:15
link | comentar | ver comentários (3) | favorito
Domingo, 21 de Junho de 2009

ALINHADOS

Já se fala de um número substancial do pessoal que alinha em tudo sem olhar a meios. Quando é a sério ninguém aparece. Não há dinheiro para distribuir nem horas extras para ganhar. No incêndio de S. Lázaro o pessoal foi tanto que até se estorvava no combate, a começar pelo Jarbas que com a mente noutras lides e longe um tanto da estratégia não perdia de vista a secretária. Ridículas figuras pareciam baratinhas tontas. Quem viu a liça no terreno, afirma que estivemos bem, como é habitual, sempre escondidos não fossem querer que fizéssemos alguma coisa de maior e dar problemas. Parece que houve quem sobressaisse e agisse diferente talvez por não pertencer à confraria e áquela hora não estar habituado a dormitar a sestita da ordem. Se fossem todos iguais, aquilo sim seria uma grande tarde de glória para quem é alinhado e não deu ar da sua graça. Dá para pensar. Mas importante não é pensar é ser alinhado e até nada fazer só para dizer que fazem. Eu chamo-lhes a pandilha do cambalhotas são uma força onde o lema é um por todos e todos por um. Acordem.

publicado por portovoluntario às 09:57
link | comentar | favorito

Azeite de cima, mel do meio e vinho do fundo, não enganam o mundo

A trapaça, a mentira e a guerra são, em primeiro lugar, a esperança de a gente melhorar de vida; depois a expectativa de outros piorarem a sua vida; em seguida a satisfação dos outros tão pouco estarem melhor de vida; afinal, a surpresa de ambos estarem pior - Karl Kraus 

publicado por portovoluntario às 09:03
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
20
22

23
24
25
26
27
28
29


.posts recentes

. MARGEM DE CÁ

. UM ANO MAIS

. CAPELINHAS

. MADONNA

. PIOR DO MESMO

. IGUAL, SÓ EM SONHOS

. PILI

. FELIZ NATAL

. PODIAM FAZER IGUAL

. SÓ ACONTECE AOS OUTROS - ...

.arquivos

. Fevereiro 2020

. Junho 2019

. Fevereiro 2019

. Dezembro 2018

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Agosto 2016

. Fevereiro 2016

. Agosto 2015

. Fevereiro 2015

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds