Sábado, 5 de Março de 2011

DIZER DIFERENTE (42)

Este Manual do Morcon (43) - Dicionário da Língua Romontica Portuense. Ediçon rebista e aumentada com nobos bocábulos e dezenas de locuções da ribeira e balorizada com uma lista de raízes do noroeste da península ibérica, da region compreendida entre a circunbalaçon e o rio douro, delimitada a poente pelo Oceano Atlântico mais o enclave da Afurada.

Nota do administrador: Há palavras estranhas, português vernáculo que vou tentar, sem alterar, separar as letras porque não quero ser apelidado de mal-educado.

Cu - Comida de rico. Algumas bendedeiras do Bolhon dizem que é só para o

marido.

 

Cu de judas — A antepenúltina estaçon do metro de superfície.

 

Ou onde vão acontecer as grandes mudanças para uns tantos continuarem a ir fazer serviços,  isto se meter tacho, senão o operador diz não é possível.

publicado por portovoluntario às 10:01
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 4 de Março de 2011

DIZER DIFERENTE (41)

Este Manual do Morcon (42) - Dicionário da Língua Romontica Portuense. Ediçon rebista e aumentada com nobos bocábulos e dezenas de locuções da ribeira e balorizada com uma lista de raízes do noroeste da península ibérica, da region compreendida entre a circunbalaçon e o rio douro, delimitada a poente pelo Oceano Atlântico mais o enclave da Afurada.

Nota do administrador: Há palavras estranhas, português vernáculo que vou tentar, sem alterar, separar as letras porque não quero ser apelidado de mal-educado.

Condomínio pribado - Que é só dela.

 

Costelas da p_ _a - A armaçon do teson (ber teson).

 

Quem foi, quem foi que entrou surrateiramente no quartel ás 5 da manhã, e depois disse que adormeceu no carro?

publicado por portovoluntario às 10:04
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 3 de Março de 2011

DIZER DIFERENTE (40)

Este Manual do Morcon (41) - Dicionário da Língua Romontica Portuense. Ediçon rebista e aumentada com nobos bocábulos e dezenas de locuções da ribeira e balorizada com uma lista de raízes do noroeste da península ibérica, da region compreendida entre a circunbalaçon e o rio douro, delimitada a poente pelo Oceano Atlântico mais o enclave da Afurada.

Nota do administrador: Há palavras estranhas, português vernáculo que vou tentar, sem alterar, separar as letras porque não quero ser apelidado de mal-educado.

Conassa – Lanho grande que ameaça e que até mete medo à dona.

 

C_ _a – Ao contrario da expresson moura “c_ _a da mãe”, nesta region, por

queston de precauçon, diz-se “c_ _a da tia”.Usa-se muito raramente.

 

E então como é? Não se exige respeito. Só falta dar na cara. Depois o oferecido ainda se ri como se nada fosse com ele. O acólito mor vai pelo mesmo caminho, é um bajulador

publicado por portovoluntario às 10:23
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 2 de Março de 2011

DIZER DIFERENTE (39)

Este Manual do Morcon (40) - Dicionário da Língua Romontica Portuense. Ediçon rebista e aumentada com nobos bocábulos e dezenas de locuções da ribeira e balorizada com uma lista de raízes do noroeste da península ibérica, da region compreendida entre a circunbalaçon e o rio douro, delimitada a poente pelo Oceano Atlântico mais o enclave da Afurada.

Nota do administrador: Há palavras estranhas, português vernáculo que vou tentar, sem alterar, separar as letras porque não quero ser apelidado de mal-educado.

Crica - A raxa lambida das Lisboetas.

 

C_l_ _ _s – O mesmo que quil_ _ _s, mas enche mais a boca.

 

As candidaturas de fazer serviços fixos, foram, uma vez mais, por água abaixo. A bela anda preocupada porque assim tem de ir para casa e ficar longe do amigo colorido que lhe dá bola

publicado por portovoluntario às 09:51
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 1 de Março de 2011

DIZER DIFERENTE (38)

Este Manual do Morcon (39) - Dicionário da Língua Romontica Portuense. Ediçon rebista e aumentada com nobos bocábulos e dezenas de locuções da ribeira e balorizada com uma lista de raízes do noroeste da península ibérica, da region compreendida entre a circunbalaçon e o rio douro, delimitada a poente pelo Oceano Atlântico mais o enclave da Afurada.

Nota do administrador: Há palavras estranhas, português vernáculo que vou tentar, sem alterar, separar as letras porque não quero ser apelidado de mal-educado.

Coitada – Fo_ _ _ a, mal f_ _ _da ou por f_ _ _r. Que praticou ou foi bitima de

penetrassão.

 

Coitado - Que pratica o sexo com a regularidade aconselhada pelo Baticano.

 

A manutenção da vidinha é o resultado de juras de amor eterno embora, aparentemente, todos dizerem que nem se podem ver. Começa tudo a preparar-se para haver vagas no estacionamento à porta.

publicado por portovoluntario às 10:23
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. SÓ ACONTECE AOS OUTROS - ...

. SÓ ACONTECE AOS OUTROS - ...

. SÓ ACONTECE AOS OUTROS - ...

. SÓ ACONTECE AOS OUTROS - ...

. UM ANO MAIS

. NÃO VAMOS LÁ

. Aniversário

. INCONFUNDÍVEL

. VIVO

. MÍSERIA

.arquivos

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Agosto 2016

. Fevereiro 2016

. Agosto 2015

. Fevereiro 2015

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds